NOTÍCIAS
 


PLANO II – CONSELHO DELIBERATIVO DO BANESPREV APROVA PROPOSTA DOS CONSELHEIROS ELEITOS

O Conselho Deliberativo do Banesprev, em reunião conjunta com o Conselho Fiscal, realizada no dia 23 de janeiro, aprovou com alterações, as propostas dos colegas eleitos Yoshimi Onishi e Julio Higashino. Essas propostas destinam-se a diminuir o novo déficit do Plano II, que em novembro do ano passado já aproximava-se de R$ 690 milhões e, caso não seja equacionado, fatalmente levará a mais uma sangria no bolso dos seus participantes.
As propostas do colega Julio, com apoio do colega  Yoshimi, ausente por motivo de saúde,  previam um pedido a ser encaminhado à PREVIC no sentido de autorizar ao Banesprev a utilização da taxa real de juros de 7,78% ao ano, no cálculo do passivo atuarial do Plano II, conforme permite a Resolução 15 do CNPC. 

A utilização dessa taxa de 7,78% ao ano, taxa essa encontrada nos estudos atuariais elaborados pela Towers Watson encomendados pelo próprio Banesprev, poderia zerar o atual déficit que vem sendo pago com muito sacrifício, principalmente, pelos participantes que percebem benefícios superiores ao teto máximo pago pelo INSS, com a  conseqüente suspensão de seu pagamento. Isso resolveria, definitivamente, os problemas do Plano II.
O artigo publicado no Afabesp Notícias edição n°211,de autoria do Conselheiro Deliberativo Titular eleito, Júlio Higashino, que  visava dar boas notícias aos participantes do Plano II pondo fim a seus sofrimentos, provocou reações de  esperanças no seio da nossa comunidade, havendo, no entanto, quem o criticasse severamente não apresentando qualquer base técnica que sustentasse essas críticas.
Algumas interpretações desses fatos permitem pensar que  o interesse do Banco Santander é acabar com o Plano II, fazendo seus participantes migrarem para o Plano III, onde a responsabilidade do Banco e do Banesprev termina com a aposentadoria do beneficiário, enquanto no Plano II a responsabilidade perdura até a morte do aposentado e de sua pensionista . 

No entanto, a reunião conjunta do Conselho Deliberativo com o Conselho Fiscal, resolveu aprovar um pedido de uso da taxa real de juros de 6,88% ao ano, que já havia sido aprovada anteriormente no Comitê Gestor do Plano II, no lugar da taxa proposta pelos conselheiros eleitos, que era de 7,78%. Essa diminuição da taxa, que não solucionará definitivamente o problema do déficit do Plano II,  certamente fará com que a redução do déficit seja menor do que aquela proposta pelos colegas eleitos.
Esse pedido  será enviado à PREVIC e, se aprovado resultará na diminuição de cerca de R$ 550 milhões no atual déficit, devendo reduzir proporcionalmente o pagamento do custeio extraordinário.

TESE VITORIOSA
Trata-se de uma tese VITORIOSA levantada pelo colega Julio Higashino em seu artigo, que se aprovada pela PREVIC, se constituirá em uma EXCELENTE VITÓRIA para os participantes do Plano II, pois haverá significativa diminuição do déficit do Plano.
ELEIÇÕES PARA O COMITÊ GESTOR DO PLANO II

A AFABESP, AFABANS, SINFAB E ABESPREV estão apoiando os seguintes colegas para compor o Comitê Gestor do Plano II, por serem competentes e capazes de defender as teses propostas pelos Conselheiros eleitos, que são de  interesse de todos  os participantes.

DIJALMA ALVES DE CARVALHO

RICARDO MITSOUKA

SERGIO RICARDO MATHEUS

 

AFABESP- DIRETORIA







voltar-----home